PETROLINA

Protesto pede substituição de delegado no Caso Beatriz Angélica

Familiares e amigos pedem celeridade nas investigações do assassinato e saída do Delegado Marceone Ferreira. Beatriz tinha sete anos quando foi assassinada

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/09/2016 às 6:07
Leitura:


Familiares e amigos de Beatriz Angélica Mota vão se concentrar nas proximidades do monumento da integração nesta sexta-feira (9) para um novo protesto pela morte da menina. A caminhada tem como percurso a delegacia de homicídios de Petrolina, o Fórum e o prédio do Ministério Público de Pernambuco na cidade. Saiba mais na reportagem de Marco Aurélio, da Rádio Jornal Petrolina:

Leia também:

Grupo protesta em Petrolina por solução no caso da menina Beatriz

Policia anuncia novidades na investigação do caso da menina Beatriz

Entre os participantes fica clara a insatisfação com o delegado Marceone Ferreira, que não foi localizado pela reportagem da Rádio Jornal para comentar o protesto. A integrante do grupo Beatriz clama por Justiça no facebook, Deliníria Amorim, cobra respostas:

INVESTIGAÇÕES

Nesta quinta-feira (8), a polícia de Petrolina vai revelar novidades nas investigações do caso Beatriz Mota. A menina de 7 anos foi assassinada com mais de 40 facadas durante uma festa de formatura em dezembro do ano passado.

Mais Lidas