CRIME

Grupo Somos Todos Beatriz pede esclarecimentos em Petrolina

O grupo se reuniu mais uma vez para cobrar explicações sobre o assassinato da menina, que aconteceu em dezembro do ano passado

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 09/09/2016 às 14:29
Leitura:
Foto: Daniele Cavalcante/Cortesia


Grupo Somos Todos Beatriz esteve em frente à Delegacia de Homicídios, em Petrolina, no Sertão do Estado, para cobrar maiores esclarecimentos sobre o assassinato brutal que aconteceu no colégio Maria Auxiliadora em dezembro do ano passado.

O grupo pedia justiça, além de explicações sobre pontos específicos do assassinato da menina Beatriz Angélica. A representante do grupo, Daniele Cavalcanti, fez uma avaliação positiva do manifesto de hoje. “Queremos reafirmar que o caso não vai cair no esquecimento em hipótese nenhuma. Nossa intenção é pegar o material divulgado pela polícia para ajudar a identificar o suspeito”, disse.

Foto: Daniele Cavalcanti/Cortesia


Um dos principais questionamentos do grupo era sobre os funcionários da escola, apontados pelo delegado responsável pelo caso, Marceone Ferreira, como principais suspeitos.

Ouça a reportagem de Marco Aurélio:

Mais Lidas