CARUARU

Acusado de mandar matar Marcolino Júnior recebe liberdade provisória

Davi Fernando Ferreira Graciano irá responder o processo em liberdade por ser réu primário. Marcolino Júnior foi encontrado morto em 18 de abril deste ano

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 13/09/2016 às 9:15
Leitura:
Foto: Reprodução

O juiz Hildemar Macedo de Morais concedeu liberdade provisioria a Davi Fernando Ferreira Graciano, apontado como mandante do assassinato do jornalista e colunista social Marcolino Júnior. O corpo de Marcolino foi encontrado em 18 de abril deste ano, no distrito de Insurreição, na Zona Rural de Sairé, no Agreste do estado, e ele estava desaparecido desde o dia 16.

Saiba mais no flash de Giovane Gomes:

De acordo com a decisão, a defesa de Davi alegou que ele é primário, de boa conduta social, trabalhador e com residência fixa na comarca. O documento informou que as provas produzidas em juízo trouxeram sérias dúvidas sobre a participação do acusado no crime. Davi Fernando irá responder ao processo em liberdade. Conforme a decisão do juiz, durante a liberdade provisória, ele terá de comparecer à comarca até o 15º dia útil do mês, não poderá ir à bares, ingerir bebida alcoólica nem trocar de residência sem autorização judicial ou ausentar-se de Caruaru sem aviso prévio.

A Justiça também determinou que Davi Fernando não pode se aproximar dos familiares de Marcolino Júnior nem das testemunhas do caso. Se ele descumprir alguma dessas condições, a liberdade provisória será revogada. O outro acusado, Rafael Leite da Silva, que teria executado o crime, continua preso.

Mais Lidas