ÁGUA

Barragem de Jucazinho entra em colapso total e afeta 200 mil pessoas


A barragem está com o reservatório em 0,01% de sua capacidade e não oferece mais condições de captação de água

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/09/2016 às 15:48
Leitura:
Foto: Roberto Spencer/JC Imagem



Toritama, Vertentes, Vertente do Lério, Frei Miguelinho, Santa Maria do Cambucá, Passira, Casinhas, Cumaru, Riacho das Almas e Salgadinho são os dez municípios do Agreste do Estado que passaram a receber abastecimento de água através de carros-pipa. O motivo é porque a barragem de Jucazinho, em Surubim, entrou em colapso e não vai mais abastecer nenhuma cidade.

São aproximadamente 200 mil pessoas prejudicadas em toda a região. De acordo com a Compesa, o reservatório está com 0,01% - ou seja, praticamente seco. O diretor regional do interior da Compesa, Marcone de Azevedo, explica que a barragem chegou ao colapso total. “Conseguimos tirar as últimas gotas na semana passada e agora não é possível tirar mais nada”, afirmou.

A Compesa afirmou que na última sexta-feira (23) ainda era possível bombear água da barragem de Jucazinho, mas nesta terça-feira (27), o abastecimento ficou inviável.

O município de Surubim vai ser abastecido pela barragem de Palmeirinha, que fica em Bom Jardim. A Compesa informou que Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe continuarão sendo abastecidos pela barragem do Prata.

Ouça a reportagem de Berg Santos na íntegra:


Mais Lidas