ELEIÇÕES 2016

No interior do estado, manhã de votação cercada de tranquilidade

Em Caruaru, Pesqueira e Petrolina, a manhã de votação para o 1º turno das eleições não registrou nenhuma irregularidade. Apenas cinco urnas apresentaram defeitos.

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 02/10/2016 às 13:04
Leitura:
Edinaldo Lima (PMDB), candidato a prefeito de Petrolina, votou pela manhã
Foto: Cortesia

Pernambuco tem 6.509.982 de eleitores espalhados pelos 186 municípios, divididos em 151 zonas eleitorais. No interior do estado, a manhã de votação foi tranquila em cidades como Caruaru, Pesqueira e Petrolina. Nenhuma irregularidade foi denunciada e apenas cinco urnas deram problemas até o 12h deste domingo (2).

CARUARU

Em Caruaru, que tem 209.898 eleitores, a manhã de votação para o 1º turno das eleições foi tranquila. No município, são sete candidatos a prefeito e 418 candidatos a vereador. Até o momento, cinco urnas apresentaram problemas, sendo uma na Zona Rural e quatro na Zona Urbana. O maior colégio eleitoral do município é a Escola Álvaro Lins, com 7.784 eleitores.

Saiba mais no flash de Alexandre Magnum:

PESQUEIRA

A votação em Pesqueira transcorre tranquilamente. O trânsito é tranquilo, e equipes de transito estão orientando os carros que circulam. De acordo com o Cartório Eleitoral do município, nenhuma irregularidade foi registrada até o 12h deste domingo (2) e nenhuma urna apresentou defeito. O juiz eleitoral da região proibiu a venda de bebidas alcolicas nas cidades de Pesqueira e Poção até as 22h deste domingo (2).

Saiba mais no flash de Nildo Lucena:

PETROLINA

Em Petrolina, o eleitorado consta com 183.819 pessoas, além de cinco candidatos a prefeito e 209 candidatos a vereador. Os candidatos Odacy Amorim (PT) e Ednaldo Lima (PMDB) votaram pela manhã. Na cidade, apesar do rigor da legislação, a grande reclamação é a quantidade de santinhos de vereadores espalhados pelo chão, causando grande sujeira nas ruas e calçadas. As equipes de fiscalização do trânsito estão executando interdições, seguindo orientações do Ministério Público e Justiça Eleitoral.

Saiba mais no flash de Marco Aurélio:

Mais Lidas