INVESTIGAÇÃO

Bradesco e Correios de Inajá podem ter sido explodidos por mesmo grupo


Segundo o assessor de comunicação da Polícia Federal, que investiga ação contra os Correios, mesmo sistema de explosivos foi utilizado nas duas ações

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 08/12/2016 às 13:50
Leitura:
Bradesco também sofreu investida
Foto: Divulgação


A Polícia Federal vai investigar uma nova investida de arrombamento aos cofres dos Correios do município de Inajá, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a PF, pelo menos 10 homens explodiram a agência na madrugada desta quinta-feira (8), que ficou parcialmente destruída.

Além dos Correios, caixas eletrônicos do banco Bradesco também foram alvos dos assaltantes em Inajá, na madrugada desta quinta. O chefe de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, comenta que as duas ações podem ter sido realizadas pela mesma quadrilha.

“Segundo informações que chegaram à Polícia Federal, essa ação se deu com a participação de 10 a 15 bandidos, utilizando o mesmo sistema de artefatos explosivos. Foram numa agência bancária e depois foram à agência dos Correios”, explicou Giovani, destacando que a PF investigará apenas a ação contra a unidade dos Correios por ser um órgão federal.

De acordo com Giovani Santoro, após o grupo fugir dos Correios, alguns moradores invadiram a agência e saquearam lotes de encomendas. O chefe de comunicação da PF afirma que vai analisar as câmeras internas e quem for identificado pode responder por violação de local de crime e até roubo.

O esquadrão antibomba vai analisar se há resquícios de artefatos no local. Ainda não se sabe o valor levado da unidade. Em julho deste ano, a mesma agência dos Correios de Inajá sofreu tentativa de assalto.


Mais Lidas