DESCASO

"O Governo do Estado ignorou a festa de Luiz Gonzaga", diz Bebinha


O proprietário do Parque Aza Branca, em Exu, concedeu entrevista para o comunicador Geraldo Freire nesta terça-feira (13), dia em que Luiz Gonzaga completaria 104 anos

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 13/12/2016 às 11:44
Leitura:
Foto: Reprodução/ Internet


Nesta terça-feira (13), dia em que o Rei do Baião Luiz Gonzaga completaria 104 anos se estivesse vivo, o comunicador Geraldo Freire conversou com Bebinha, proprietário do Parque Aza Branca, em Exu, no Sertão Pernambucano. Bebinha explica que, em Exu, foram antecipadas as homenagens para o final de semana, pois seria complicado realizar algo durante a semana.

Ao todo foram 48 horas de festa e forró. Até o feriado do município foi antecipado pelo prefeito da cidade, para a última segunda (12), para que os participantes da festa pudessem se recuperar.

Nesta terça-feira será celebrada uma missa na cidade para comemorar a data. Confira a entrevista na íntegra:

Sem recursos

Para Bebinha, realizar a festa está cada ano mais difícil. "O Governo do Estado ignorou a festa de Luiz Gonzaga, a festa do Parque Aza Branca, mas a repercussão para eles foi terrível", disse. De acordo com ele, se não fosse o apoio de artistas e da população, a festa não teria acontecido.

Governo

O dia 13 de dezembro é especial para os fãs de seu Luiz, que comemoram a data de aniversário do 'Velho Lua'. Se estivesse vivo, Gonzaga completaria 104 anos. A festa em Exu, deveria ser grande, como em todos os anos, mas fazer a homenagem ficou difícil devido a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) diminuir todos os anos o recurso destinado para festa, que este ano esteve ameaçada de não acontecer.


Mais Lidas