SERTÃO

No Sertão do Araripe, o número de homicídios aumentou 13% em 2016


Em 2016, foram registrados 120 homicídios no Sertão do Araripe. Como em outras regiões do Estado, a maioria dos crimes é motivada pelo tráfico de drogas.

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 05/01/2017 às 11:43
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet

O ano de 2016 foi violento no Sertão do Araripe. O número de assassinatos na região, composta por 13 municípios, aumentou 13%, em comparação ao ano de 2015. No ano passado, foram registrados 120 homicídios, enquanto no ano anterior foram 104. Como em outras regiões do Estado, a maioria dos crimes é motivada pelo tráfico de drogas. O balanço foi feito com informações cedidas diariamente pelo 7º Batalhão de Ouricuri.

Confira a reportagem de Roberto Gonçalves, da Rádio Arari FM:

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), o aumento da quantidade de homicídios se deve à questão da intensificação ao combate do tráfico de drogas, que busca desaparelhar os grupos organizados que atuam nas principais cidades da região, como Araripina, Ouricuri e Trindade. Não coincidentemente, estas cidades foram alvo da maior quantidade de matanças da localidade, em 2016. Em Araripina, 40 casos foram registrados; em Ouricuri, 26; e em Trindade, 19. O município de Granito foi o mais tranquilo dos 13, não registrando crime de morte no ano passado.

Vínculo com o tráfico de drogas

Do total de vítimas, cerca de 80% são pessoas que tem vínculo com o tráfico de drogas, entre traficantes e usuários. Enquanto os 20% são crimes vinculados ao consumo de álcool, como discussões de vizinhos, brigas de casais e mortes causadas por ciúmes ou motivos passionais. A Secretaria de Defesa Social do Estado estipulou uma meta de 72 homicídios para a região, no programa Pacto Pela Vida. No entanto, essa meta não é alcançada no Sertão do Araripe desde 2013, apesar do trabalho das polícias militar e civil.


Mais Lidas