SERTÃO

Caminhoneiros realizarão ato para cobrar respostas pelo Caso Beatriz


Em Petrolina, grupo de caminhoneiros realizará um segundo buzinaço, no dia 21, para cobrar a prisão do assassino da menina Beatriz Mota, morta em 2015.

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 13/01/2017 às 10:19
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet

Mais de um ano após o brutal assassinato da menina Beatriz Mota, de sete anos à época, em Petrolina, no Sertão do Estado, um grupo de caminhoneiros realizará um segundo buzinaço para cobrar respostas acerca do crime que chocou a região e pedir a prisão do assassino. O Encontro dos Caminhoneiros Verdureiros do Vale, marcado para o dia 21, irá começar pelas ruas de Juazeiro, na Bahia, e seguirá para Petrolina. Ainda não há detalhes sobre onde será realizada a concentração do ato público.

A mãe de Beatriz, Lúcia Mota, afirma que a ação pretende mobilizar todo o Vale do São Francisco. Ouça abaixo o depoimento dela na íntegra:

Relembre o caso

O homicídio de Beatriz Mota, de sete anos, ocorreu em 10 de dezembro de 2015 durante uma festa de formatura do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina. A menina foi assassinada com mais de 30 facadas, e o corpo foi encontrado no depósito esportivo interditado da escola. O crime está sob investigação da delegada Gleide Ângelo, designada para o caso pelo chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Antônio Barros, após ter passado por outros dois delegados.


Mais Lidas