PREJUÍZO

Moradores do Interior sofrem com agências do Banco do Brasil fechadas


Agências foram vítimas de criminosos e, meses depois, ainda não foram reabertas, prejudicando a população

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 23/03/2017 às 10:43
Leitura:

Imagem

47 agências do Banco do Brasil vítimas meses atrás da ação de criminosos no Interior de Pernambuco ainda não reabriram. O resultado disso é a população, prejudicada, precisando se deslocar até municípios vizinhos para fazer uma simples operação como saque de dinheiro.

A agência localizada em Riacho das Almas, no Agreste, por exemplo, foi alvo de bandidos em 3 de março de 2016. Na ocasião, o cofre da unidade foi explodido e a estrutura ficou comprometida. Porém, já se passou mais de um ano e a agência ainda não passou pelas reformas necessárias para a reabertura.

Nesta semana, o Banco do Brasil foi multado em R$ 4 milhões devido ao descumprimento da reabertura das agências. O repórter Giovani Gomes, da Rádio Jornal Caruaru, entrevistou a presidente do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues, que considera a situação um absurdo e diz que os bancos só não reabrem "porque não querem". Ouça abaixo na reportagem:

A situação também é complicada nas cidades vizinhas ao município de Pesqueira. O último caso na região aconteceu no mês de dezembro, em Poção, quando 15 homens explodiram o cofre de uma agência do Banco do Brasil. Depois do ataque, o local funciona apenas como posto de atendimento para a parte burocrática dos serviços. Moradores que precisam realizar saques e depósitos necessitam se deslocar até cidades próximas.

Saiba mais na reportagem de Nildo Lucena:

Agência dos Correios assaltada em Glória do Goitá

Na madrugada dessa quarta-feira (22), a agência dos Correios do município de Glória do Goitá, na Zona da Mata, foi invadida por criminosos não identificados, que roubaram uma quantia não revelada e conseguiram fugir. A Polícia Federal continua com os trabalhos de investigação e a agência não funcionou durante o dia de ontem.

Para completar, a unidade contava com uma demanda bem maior nos últimos dois meses porque também funcionava como posto de atendimento do Banco do Brasil, já que a agência localizada no município também está fechada por causa de um assalto.

Ouça mais detalhes na voz de Alfredo Neto:

Sertão

Os sertanejos também não ficaram de fora da situação de prejuízo. No mês de janeiro, a agência do Banco do Brasil localizada em Afrânio, no Sertão de São Francisco, foi alvo de criminosos e ainda não foi reaberta. Além dos transtornos para a população, a economia do município também foi afetada.

O comércio local tem sentido as vendas diminuindo, já que os moradores precisam se deslocar para obter dinheiro em cidades vizinhas e acabam consumindo por lá. Um ato chegou a ser realizado na cidade por comerciantes e moradores, que exigem uma atitude do Banco do Brasil.

Saiba mais na reportagem de Marco Aurélio:


Mais Lidas