IMPRUDÊNCIA

Primeiro afogamento é registrado em canal da Transposição


Homem morreu em Sertânia enquanto nadava em canal da obra. Outro caso de afogamento foi registrado em Pesqueira, no Agreste

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 27/03/2017 às 11:07
Leitura:

Imagem

Um homem identificado como Jurandir Silva, morador do Sítio Laje da Onça em Sertânia, no Sertão do Estado, foi a primeira pessoa a morrer por afogamento nas águas do canal da Transposição do São Francisco. Ele mergulhava na tarde desse domingo (26) com os amigos.

Os relatos dão conta de que ele mergulhou e não voltou à superfície. Os banhos são proibidos nos canais e barragens nas áreas da transposição em todo o seu curso. Porém, apesar das campanhas informativas do Ministério da Integração, flagrantes indicam a presença de um grande número de pessoas mergulhando na área.

O risco existe porque não é incomum o nível da água subir rapidamente. Outro problema é a falta de fiscalização: a Federação, o Estado ou os municípios não fazem qualquer vista grossa sobre os moradores. Saiba mais na reportagem de Anchieta Santos:

Criança também foi vítima de afogamento no fim de semana

Já em Pesqueira, no Agreste, uma criança de 13 anos morreu após se afogar. O garoto brincava com amigos quando não conseguiu sair da água e se afogou. Ele foi levado ao Hospital Doutor Lídio Paraíba, onde os médicos tentaram a reanimação, mas já era tarde.

Ouça a reportagem de Nildo Lucena:


Mais Lidas