Denúncia

Sinpol pede a interdição imediata da delegacia de Toritama

Sinpol fez vistoria na delegacia de Toritama e confirmou que efetivo da cidade não tem condição de atender as denúncias de crimes

Rádio Jornal
Rádio Jornal
Publicado em 26/07/2017 às 10:35
Leitura:

Imagem

Membros do Sinpol estiveram em Toritama, no Agreste de Pernambuco, na última terça-feira (25), e solicitaram ao Ministério Público a interdição imediata da delegacia da cidade. Paredes rachadas, sujeira, mofo e outras irregularidades foram observadas, além dos carros e motocicletas apreendidos, que não estão em local adequado.

Saiba mais sobre a interdição da delegacia de Toritama

"Já teve policial que adoeceu, pegou dengue, devido a acumulação de objetos apreendidos, sem ter local apropriado. A delegacia tá um caos total, sem conservação. Além disso, não há efetivo suficiente para atender as ações criminosas. Temos quatro coletes para nove policiais", disse o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros.

Um relatório foi enviado ao Ministério Público solicitando a interdição urgente da delegacia. "Primeiro, construir uma delegacia com instalações adequadas para os policiais e a população que vem até aqui. Segundo, colocar mais policiais para dar rapidez e eficiência nas investigações. Por isso que mais de 90% das denúncias que chegam aqui não são apurados", concluiu.

Mais Lidas