VIOLÊNCIA

Após assalto, moradores de Surubim sofrem sem acesso a bancos


Quem precisa sacar dinheiro tem que ir até um banco em Limoeiro ou Toritama

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 11/07/2018 às 12:34
Foto: Reprodução/Facebook
FOTO: Foto: Reprodução/Facebook
Leitura:

No dia seguinte ao assalto cinematográfico que atingiu quatro das cinco agências bancárias da cidade de Surubim, no Agreste do Estado, o clima é de insegurança. No centro da cidade, o movimento e as vendas foram fracos na manhã desta quarta-feira (11).

Como apenas uma agência bancária está funcionando na cidade, quem precisa receber dinheiro tem que ir para Limoeiro ou Toritama, que ficam a quase 40 quilômetros de distância. Saiba mais na reportagem de Clarissa Siqueira:

Entenda o caso

Na madrugada desta terça-feira (11), quatro agências bancárias foram alvo de ações criminosas em Surubim, nesta terça-feira (10). De acordo com a Polícia Militar, foram registradas investidas contra Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Santander.

Um grupo fortemente armado invadiu a cidade e atacou os quatro bancos. Pelo menos 50 homens participaram da ação.


Mais Lidas