SERTÃO

Mãe de adolescente encontrada morta em Petrolina pede justiça


A investigação sobre a morte da adolescente de 13 anos, que foi encontrada morta no último dia 15, continua sob sigilo. A menina tinha sinais de violência sexual

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 24/10/2018 às 10:20
Reprodução/arquivo pessoal
FOTO: Reprodução/arquivo pessoal
Leitura:

A família da adolescente de 13 anos que desapareceu no último dia 12 e foi encontrada morta no último dia 15 em Petrolina, no Sertão do estado, ainda aguarda resposta sobre a morte dela. De acordo com a Polícia Civil, a investigação sob o caso ainda segue em sigilo. Em entrevista à Rádio Jornal Petrolina, a mãe da vítima pede por justiça. Saiba mais na reportagem de Marco Aurélio:

Segundo ela, a filha pode ter sido estuprada antes do crime. “A partir do momento em que a minha filha saiu de casa para ir a casa da sua avó, com quem ela convivia mais, eu realmente não sei o que aconteceu. Mas porque ela estava sem roupa quando foi encontrada?”, indagou.

A mãe da vítima afirma que não teve coragem de ver o corpo da filha após ela ser encontrada. “Eu espero que cada um dos suspeitos, se tiver mais de um, pague pelo que fez. Eu espero que a justiça seja feita, para que muitas mães não passem pelo que eu estou passando”, pontuou.

O Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina ainda não divulgou o laudo que possa apontar a causa da morte. A Polícia Civil continua investigando o crime.

O caso

A adolescente de 13 anos desapareceu no último dia 12 enquanto estava indo para a residência da avó materna. Um boletim de ocorrência foi registrado pela família no dia 14, e, no dia seguinte, o corpo da vítima foi encontrado no bairro de Jardim Imperial.

Segundo a polícia, o corpo da adolescente apresentava lesões provocada por faca e sinais de abuso sexual, além de estar em avançado estado de putrefação.


Mais Lidas