SERTÃO

Trabalhadores rurais cobram providências do Estado para seca em Tabira


Tabira está em situação de emergência. Moradores pedem que cidade seja abastecida com caminhões-pipa

Maria Luiza Falcão
Maria Luiza Falcão
Publicado em 06/11/2018 às 10:50
Ricardo Labastier/ Acervo JC Imagem
FOTO: Ricardo Labastier/ Acervo JC Imagem
Leitura:

Diante da forte estiagem que assola o município de Tabira, no Sertão do Estado, as famílias rurais cobram providências urgentes do poder público. A seca e a falta de abastecimento de água provocam perdas na agricultura e deixam os reservatórios secos. Eles pedem que o Governo do Estado abasteça a cidade com carros-pipa.

De acordo com o presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural de Tabira, Joel Mariano, "já passou da hora do Governo de Pernambuco socorrer o município", incluído em situação de emergência. Ele afirma ainda que nenhum caminhão-pipa do governo estadual atende aos agricultores em Tabira.

"O Estado há meses que não tem ajudado em absolutamente nada. O governador decretou 30 dias atrás o estado de emergência para socorrer as comunidades que precisam de água e o decreto é simplesmente ignorado", disse. "Isso não tem que esperar. É água que o Estado tem que resolver", completou. Saiba mais na reportagem de Anchieta Santos:

IPA

Joel Mariano afirmou ainda que pediu providências ao Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), mas só obteve respostas negativas.

Situação de Emergência

Em setembro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, decretou situação de emergência em 54 municípios do sertão em decorrência da estiagem. O texto, publicado no Diário Oficial, informa que "fica declarada a existência de situação anormal caracterizada como situação de emergência [...] por um período de 180 dias". Em seguida, o decreto acrescenta que “os órgãos estaduais localizados nas áreas atingidas, e competentes para a atuação específica, adotarão as medidas necessárias para o combate à 'Situação de Emergência', em conjunto com os órgãos municipais”.

Os municípios que estão em situação de emergência por conta da seca são os seguintes: Afogados da Ingazeira, Afrânio, Araripina, Arcoverde, Belém do São Francisco, Betânia, Bodocó, Brejinho, Cabrobó, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Carnaíba, Cedro, Custódia, Dormentes, Exu, Flores, Floresta, Granito, Ibimirim, Iguaraci, Inajá, Ingazeira, Ipubi, Itacuruba, Itapetim, Jatobá, Lagoa Grande, Manari, Mirandiba, Orocó, Ouricuri, Parnamirim, Petrolina, Petrolândia, Quixaba, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Terezinha, Serra Talhada, Serrita, Sertânia, Solidão, São José do Egito, Tabira, Tacaratu, Terra Nova, Trindade, Triunfo, Tuparetama e Verdejante.


Mais Lidas