search close
SERTÃO

Ciclistas fazem cortejo em enterro de vítimas de acidente em Petrolina

O motorista que causou o acidente estava com a autorização para dirigir vencida e tinha sinais de embriaguez. Apesar de ter sido preso após a morte dos ciclistas, o condutor do carro foi solto na audiência de custódia

Com informações do NE10 Interior
Dois ciclistas morreram em Petrolina atropelados por um motorista com sinais de embriaguez
Dois ciclistas morreram em Petrolina atropelados por um motorista com sinais de embriaguez
Foto: Marco Aueélio/Rádio Jornal Petrolina

Os dois ciclistas vítimas de acidente no último domingo (23) foram enterrados sob forte comoção na manhã dessa segunda-feira (24) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Um grupo de ciclistas fez um cortejo partindo do bairro Dom Avelar sentido Avenida Sete de Setembro, acompanhando os caixões das vítimas.

Acidente

O acidente aconteceu na manhã de domingo, quando um carro atingiu dois ciclistas que trafegavam pelo acostamento, no quilômetro 176 da BR-428. O motorista de 20 anos estava embriagado e teria cochilado ao volante. Ele foi detido por outros ciclistas que pedalavam na área.

De acordo com a PRF, as vítimas, identificadas como Anaelton Rodrigues Macêdo e Rogério Teles de Siqueira, ambas de 34 anos, morreram no local. Anaelton foi arremessado a 53 metros do ponto de colisão e faleceu na hora. Rogério chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas também não resistiu.

No local do acidente não foram encontradas marcas de frenagem, por isto a hipótese de que o condutor tenha dormido na direção do veículo. O teste com etilômetro confirmou que o motorista estava embriagado. Além destas irregularidades, o motorista estava com a permissão para dirigir vencida desde novembro.

Anaelton Rodrigues Macêdo e Rogério Teles de Siqueira
Anaelton Rodrigues Macêdo e Rogério Teles de Siqueira
Foto: WhatsApp/Rádio Jornal Petrolina

O suspeito foi preso em flagrante pelo crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor, qualificado pela embriaguez. O condutor do veículo foi liberado após audiência de custódia. Os motivos não foram informados.

A liberdade provisória concedida pela justiça revoltou não apenas os familiares e amigos das vítimas. O irmão de Anaelton José Maciel Rodrigues pede justiça, doa a quem doer:

De acordo com a consulta processual unificada na internet, o auto de prisão em flagrante não foi distribuído para uma das varas de Petrolina. Pelo crime de trânsito, o motorista pode ser condenado a prisão que varia de cinco a oito anos. O ciclista Alex da Silva, que era amigo das vítimas, afirma que os colegas não tiveram a menor chance de escapar do atropelamento:


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.