search close
Agreste

Um ano após ter corpo perfurado por espeto, menino vive sem sequelas em Toritama

Marivaldo Junior, de 12 anos, brincava com os primos quando caiu em cima de espeto de churrasco; o objeto perfurou o tórax e atingiu o coração dele

Espeto atravessou corpo do menino e atingiu o coração dele

 

Completou um ano da brincadeira que quase terminou em tragédia na cidade de Toritama, no Agreste de Pernambuco. Há um ano, Marivaldo Junior, de apenas 12 anos, caiu em cima de um espeto de churrasco enquanto brincava com os primos. O espeto perfurou o tórax e atingiu o coração do garoto. Na época, ele foi levado para o Hospital da Restauração, no Recife, onde a remoção foi realizada. Ele passou oito dias internado e depois recebeu alta. Marivaldo não sofreu nenhuma sequela.

De acordo com o garoto,  na época ele não sentiu nenhuma dor e foi andando chamar a mãe.  O acidente chamou a atenção de moradores da região, pois ninguém acreditava que ele estaria vivo. O momento foi de desespero para toda a família, como relembrou a tia do garoto, Liane Maria. "A gente viu a foto de Juninho e a gravidade do acidente. Ali eu me desesperei com aquele impacto. Meu filho disse 'mainha, ele vai morrer' e eu disse que ele não ia."

Gratidão

Diante de tudo o que a família passou, Liane diz que ver o sobrinho feliz e saudável se resume a um sentimento: gratidão. "Gratidão a Deus, a tudo. Ele está lá no céu e cuida de cada um de nós. Porque não tem explicação. Até os médicos disseram que, pela gravidade,  realmente foi um milagre.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.