Pina

Vídeo: idosa é arrastada por carro em tentativa de sequestro no Pina


A idosa, uma médica de 77 anos, foi arrastada por cerca de 70 metros no bairro do Pina

Priscila Miranda
Priscila Miranda
Publicado em 01/03/2019 às 11:47
reprodução
FOTO: reprodução
Leitura:

Uma idosa de 77 anos foi arrastada por cerca de 70 metros ao ficar presa na porta de um carro após tentar fugir de uma tentativa de sequestro no Pina, Zona Sul, do Recife. O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (28), na Rua Alcides Carneiro Leal. Um dos suspeitos da ação foi detido e a polícia ainda procura por outro que participou da ação.

O momento foi flagrado por uma câmera de celular e as imagens viralizaram nas redes sociais. O flagra mostra o momento em que os bandidos levam o carro. A vítima, que é médica, aparece pendurada na porta. O assaltante ainda tenta imprensar a médica contra um carro, estacionado. A idosa é arrastada por cerca de 70 metros e consegue se soltar do veículo. Populares ainda chegaram a correr atrás do carro, que dobra a esquina, pegando a Avenida Boa Viagem. A médica teve ferimentos no joelho e no pé.

O delegado Erivaldo Guerra explica o ocorrido. “Na verdade, ele queria que ela fosse no carro e ela estava tentando impedir que eles levassem ela. Ela foi arrastada por alguns metros e se lesionou no joelho.”

Seu Cícero estava na hora em que tudo aconteceu e dá detalhes dos momentos de terror que a médica passou. “O homem pulou, pegou ela do outro lado, quase derrubou. Ele ia tomar a bolsa dela e ela não deixou. Mordeu a mão dela, tomou a chave do carro, ligou, deu ré e partiu. Ela ficou agarrada na porta e depois caiu”, detalhou.

Na rua onde o crime aconteceu, os moradores têm medo de falar. Eles estão bastante assustados. Segundos eles, assaltos são constantes. Até mesmo turistas são alvos de bandidos em plena luz do dia. Na manhã desta sexta (1º), a rua amanheceu repleta de policiais militares.

Um dos assaltantes da médica foi detido momentos depois do crime. Carlos Eduardo Barbosa Teti foi atingido por três tiros. O comparsa continua foragido.

“Carlos Eduardo Barbosa tem passagem por homicídio, porte ilegal de arma, por tráfico e também praticou dois assaltos. Ele já foi encontrado com um celular já roubado de um assalto que provavelmente foi de um assalto que ele participou”, finalizou o delegado.


Mais Lidas