Movimento

Marcelo Araújo

access_time

23:00

Frequência 2.0

Rafael Souza e Ravi Soares

access_time

01:00

Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

Movimento

Marcelo Araújo

access_time

23:00

Frequência 2.0

Rafael Souza e Ravi Soares

access_time

01:00

Debate da Super Manhã

Geraldo Freire

search close
PSICOLOGIA

Psicólogo explica porque as pessoas se interessam em registrar acidentes trágicos

Na coluna Psicologia em Movimento, o psicólogo Sylvio Ferreira explica porque as pessoas procuram filmar mais e ajudar menos

Rádio Jornal
Registro de incidentes tem se tornado algo comum entre a população
Registro de acidentes tem se tornado algo comum entre a população
Reprodução Internet

Um dos casos que chamou atenção e repercutiu durante esta terça-feira (10) foi o de um idoso de 64 anos que morreu em um rio na cidade de Aracoiaba  interior do Ceará. Um homem e um adolescente foram detidos por filmar o afogamento e não prestar socorro à vítima. Os dois foram ouvidos na Delegacia da região e liberados em seguida.

A situação deixa em alerta o quanto o interesse em registrar algo através dos aparelhos de filmagem, em detrimento de tentar ajudar alguém que esteja passando por uma situação de risco, tem tomado uma grande dimensão no qual a ideia de quem registra o fato, é apenas em divulgar por meio das redes sociais as tragédias que acontecem.

Na coluna Psicologia do Programa Movimento da Rádio Jornal, comandado por Marcelo Araújo, o professor Sylvio Ferreira abordou nesta terça-feira (10) como as pessoas preferem filmar um acidente do que prestar socorro as vítimas e muitas delas, estão perdendo o sentido de solidariedade.

Ouça a coluna na íntegra


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.