MOVIMENTO

Atitude adotiva: O luto gestacional

Colunista fala sobre o luto gestacional na coluna desta semana

Fellipe Leandro
Fellipe Leandro
Publicado em 16/03/2019 às 18:07
Reprodução / Internet
FOTO: Reprodução / Internet
Leitura:

O luto ou tristeza profunda é uma resposta que ocorre após alguma perda significativa trazendo reações (emocionais, comportamentais, sociais e físicas), fazendo com que o indivíduo tenha respostas diversas até encontrar a acomodação da situação, isto é, quando aceitar a realidade. Sua duração dependerá da estrutura pessoal dos envolvidos; há os que enfrentam e os que simulam sua aceitação.Com a descoberta da infertilidade ou esterilidade vem a desilusão, negação, haverá a busca de tratamentos, gastos financeiros, e até possível depressão. Os envolvidos nem sempre gostam de dialogar sobre o assunto. Se o luto seja ele qual for não for resolvido, ele viverá para sempre. Será necessário reaprender a viver entendendo que a adoção não é um paliativo da infertilidade ou esterilidade.

Na coluna Atitude adotiva desta sexta-feira (15) Tatiane Estevam, Estudante de psicologia, gestora de Recursos humanos, coordenadora grupo de apoio a adoção de Jaboatão dos Guararapes e mãe por adoção, fala sobre o luto gestacional.

Ouça a coluna na íntegra

Mais Lidas