Município de Ipojuca combate aterros irregulares depois de protesto


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/01/2012 às 15:23
Leitura:

Após o protesto de quase 9h que foi realizado por moradores da comunidade do Alto da Bela Vista, na rodovia PE-60, contra os aterros irregulares que ocorrem na área, a prefeitura intensificou afiscalização no local.

Os moradores fecharam a entrada de Porto de Galinhas na manhã dessa terça-feira (3) alegando que aterros irregulares eram feitos na comunidade para protejer algumas residências, mas acabavam provocando alagamentos em várias outras. A rodovia foi fechada por quase 9 horas e houve violento confronto com a polícia, além de um congestionamento gigantesco.

Nesta quarta-feira, uma equipe da Defesa Civil do município está de prontidão no local para garantir que os aterramentos não serão mais feitos. De acordo com o órgão, a área é  uma regiao de várzea, por onde escoam as águas do Rio Ipojuca e a  a realização de qualquer tipo de aterro no local se configura como crime ambiental.  Após o alerta da população a prefeitura confirmou que a vigilância será redobrada para combater a prática.

Acompanhe os detalhes da situação dessa área na reportagem de Fábio Mendes:


Mais Lidas