Polícia conclui que professora foi morta por ex-companheiro


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/01/2012 às 15:40
Leitura:
De acordo com as investigações da polícia, a responsabilidade pela morte da professora Izaelma Cavalcante, que morreu no Hospital da Restauração (HR), após receber com cinco tiros, no tórax e na cabeça, em dezembro de 2011, é do ex-companheiro, Eduardo Moura Mendes, que também é comissário da delegacia do turista. De acordo com as provas e o depoimento das 15 testemunhas, a motivação do crime foi passional. Eduardo não aceitava a separação queria voltar ao convívio com a ex-mulher. Quinze pessoas foram ouividas e os vizinhos afirmam que viram ele sair de casa com o filho. Desde o dia do crime Eduardo está foragido e se a polícia confirmar que ele está com a criança, o comissário vai responder também por sequestro. Acompanhe os detalhes do caso na reportagem de Rafael Carneiro, que entrevistou a delegada Gerluce Monteiro.

Mais Lidas