Ocultação de cadáver desvenda assassinato do guardião do forte orange


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/01/2012 às 16:31
Leitura:
A ossada de Renato Vieira da Silva, de 40 anos, conhecido como Charneca, foi encontrada pela polícia na manhã dessa quarta-feira (4) nas proximidades da casa de Paulo Feliz de Moura, de 50 anos, na Estrada da Lagoa Azul, em Itamaracá. De acordo com as investigações da polícia, Renato seria o responsável pela morte de José Amaro de Souza Filho, conhecido como guardião do Forte Orange, em 2010. O crime teria sido cometido a mando de Paulo e a polícia suspeita que ele tenha assassinado Charneca para encobrir esse crime. Acompanhe os detalhes do caso na reportagem de Handerley souza. A ossada de Renato Vieira da Silva, de 40 anos, conhecido como Charneca, foi encontrada pela polícia na manhã dessa quarta-feira (4) nas proximidades da casa de Paulo Feliz de Moura, de 50 anos, na Estrada da Lagoa Azul, em Itamaracá. De acordo com as investigações da polícia, Renato seria o responsável pela morte de José Amaro de Souza Filho, conhecido como guardião do Forte Orange, em 2010. O crime teria sido cometido a mando de Paulo e a polícia suspeita que ele tenha assassinado Charneca para encobrir esse crime. Acompanhe os detalhes do caso na reportagem de Handerley souza. [uolmais_audio

Mais Lidas