Funase divulga em até 30 dias relatório com as possíveis causas do motim


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/01/2012 às 16:58
Leitura:

Em entrevista coletiva concedida pelo presidente da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Funase), alberto vinicius de melo, na tarde desta quarta-feira (11), na sede da Funase no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife, foi aberta uma sindicância para apurar os motivos do motim que ocorreu na unidade do Cabo de Santo Agostinho. Em até 30 deve ser apresentado um relatório conclusivo das investigações. A polícia Civil também investiga o caso através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Uma mudança que houve na diretoria da Funase do Cabo de Santo Agostinho está sendo levada em consideração entre os possíveis motivos do motim. No momento da rebelião havia 368 adolescentes na unidade, destes 3 fugiram e 2 foram recuperados, mais 16 deles estão em unidades de saúde.

Acompanhe os detalhes dessa coletiva e uma entrevista com o presidente da fundação na reportagem de Daniel Lamir.


Mais Lidas