Família vai processar Estado por morte de interno na Funase


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/01/2012 às 14:45
Leitura:
A família do jovem Alan Fraga de Oliveira, de 18 anos, morto dentro da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, durante motim, vai processar o Governo do Estado de Pernambuco pela morte do rapaz. Eles alegam que o estado era responsável pela integridade física do garoto, que estava cumprindo medida na unidade, e acabou sendo assassinado dentro da Funase. O sepultamento do corpo de Alan ocorreu na manhã desta quinta-feira (12), no cemitério de Igarassu. Também nesta quinta foi enterrado o corpo de José Mario de Oliveira Filho, de 18 anos. O IML ainda não confirmou a liberação do corpo de Pedro Henrique de Oliveira Lima, de 18 anos, que foi decaptado durante o motim. Acompanhe os detalhes dessa decisão e o depoimento de parentes e de um mestre em direito penal da UFPE, sobre a situação penal do garoto na reportagem de Karoline Fernandes.

Mais Lidas