Sem acordo com moradores, governo segue com viadutos


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/01/2012 às 9:12
Leitura:
Do Redator de Plantão O encontro entre representantes do governoe stadual e moradores, empresários e comerciantes durou 4 horas e não conseguiu fechar acordo sobre o impasse na construção de 4 viadutos na Av. Agamenom Magalhães. As obras fazem parte do pacote para preparar o Recife para a Copa do Mundo de 2014. Integrantes do Ministério Público também acompanharam as discussões relativas aos prós e contras das obras. O projeto está orçado em R$ 132 milhões, dos quais R$ 35 milhões para indeinizações. Serão, ao todo, 4 viadutos: o 1º entre o Parque Amorim e a Rua Bandeira Filho, no acesso à Av. Rosa e Silva. O 2º no início na Av. Rui Barbosa e término na Rua Fernandes Vieira, nas imediações do Colégio Americano Batista. O 3º viaduto vai ligar a Rua Dom Bosco à Rua Joaquim Nabuco, ao lado do Hospital da Restauração (HR). Por fim, o 4º viaduto será construido na Rua do Paissandú, ligando à Rua General Joaquim Inácio, na Ilha do Leite. A proposta defendida pela comunidade é de construir um elevado de 2km e 200 metros, com 6 faixas de rolamento e custo seis vezes menor que o projeto do governo estadual. A idéia foi rejeitada pela Secretaria das Cidades. O Ministério Público Federal (MPF) promete divulgar nos próximos dias um parecer sobre o impasse em torno da obra. Em entrevista a repórter Karoline Fernandes, da Rádio Jornal, o morador Antônio Calixto não esconde a preocupação. Escute abaixo.

Mais Lidas