Diretora da Funase é demitida


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/01/2012 às 11:29
Leitura:
do Redator de Plantão O Estado decidiu demitir a diretora do Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE) da Funase, no Cabo de Santo Agostinho, palco da rebelião que deixou três mortos na última semana. Em dois dias de incidente, foram 19 feridos, destruição completa da Ala 1 e parcial de outras duas alas. Após várias reuniões, ficou decidido que a assistente social Maria Suzete Lúcio não gerenciará mais a unidade. Quem assume o cargo é Maria José Delgado, também assistente social, servidora de carreira da instituição. A Fundação de Apoio Socioeducativo abriu duas sindicâncias: uma para identificar as causas da rebelião e outra para apurar as denúncias de irregularidade envolvendo os agentes de desenvolvimento social. Já a Delegacia de Combate aos Crimes contra a Administração e o Serviço Público (Decasp) vai investigar a ligação de servidores no tráfico de drogas no CASE do Cabo. Ontem foi sepultado o corpo de Pedro Henrique de Oliveira, de 18 anos, que teve a cabeça decepada e jogada do lado de fora da unidade. O clima no cemitário de Guadalupe, em Olinda, era de revolta diante da extrema violência sofrida pelo rapaz, apreendido por tentaiva de homicídio. O padrasto do jovem, Antônio Carlos da Silva, afirmou que vai entrar com uma ação contra o  Estado e criticou a Funase.

Mais Lidas