Sport tropeça e fica no 0x0 na estreia do novo gramado


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/01/2012 às 7:28
Leitura:
Do Blog do Torcedor Diante de um bom público, o Sport voltou a decepcionar o seu torcedor no Pernambucano Coca-Cola.  A equipe rubro-negra não jogou um futebol convincente e, por isso, não saiu do 0x0 diante do frágil América. No primeiro tempo, a equipe errou muitos passes e se mostrou sem alma em campo. Por isso, criou poucas chances de gols. Na segunda etapa, a equipe teve uma nova postura, buscou o jogo, construiu lances perigosos, mas não balançou as redes adversária. Até agora, o Sport não perdeu no Estadual. Como também não venceu. E, por isso, a torcida não anda satisfeita. O próximo compromisso do Leão é diante do Petrolina, na Ilha do Retiro. Com menos de Menos de um minuto de bola rolando, o Sport deu a impressão que atropelaria o América.  Marcelinho Paraíba lançou o estreante Rivaldo pela esquerda, que bateu rasteiro e cruzado. O  goleiro Adson fez uma segura defesa. A torcida foi com o time e começou a incentivar. Mas o ímpeto  do Sport parou por aí. O time do América, jogando fora de casa e vindo de uma goleada sofrida para o Serra Talhada, na última rodada, veio precavido para a Ilha do Retiro. O técnico Paulo Júnior armou a equipe com muita marcação do meio de campo e tocando a bola na defesa, esperando o Leão sair para tentar o contra-ataque. O único lance perigoso aconteceu aos 20 minutos, quando Lewis lançou França na área e o atacante chutou rasteiro. Magrão defendeu com os pés. Enquanto isso, o Sport se atrapalhava sozinho. A equipe comandada pelo técnico não acertava um passe sequer no meio de campo. Como o jovem lateral-esquerdo Renê ainda mostra pouca tranquilidade para jogar, o time rubro-negro explorava o lado direito. No entanto, Moacir não fez um bom primeiro tempo. Thiaguinho e Marcelinho Paraíba também não estavam inspirados. O melhor lance aconteceu aos 38 minutos, quando Thiaguinho lançou Jheimy na esquerda. O atacante driblou o marcador, invadiu a área e tocou voltando para Marcelinho Paraíba chutar na zaga. No rebote, Thiaguinho chutou para fora. Fim do primeiro tempo e a torcida vaiou a baixa produtividade do Sport em campo. Para o segundo tempo, uma mudança já esperada. O lateral direito Renato, que havia feito o gol de empate na partida contra o Araripina, na primeira rodada, entrou no lugar do apático Moacir. O time ganhou mais velocidade no setor direito. A equipe rubro-negra mostrou uma melhor postura em campo, buscando as variações das jogadas e sufocando o América. Mas os erros na troca de passe atrapalhou muito o Leão. Com o América mais fechado, o Sport conseguiu chegar mais vezes no ataque e a dar trabalho à zaga alviverde. Mesmo assim, o primeiro lance de perigo só aconteceu aos 28 minutos, quando Renato roubou a bola e bateu cruzado. Jheimy empurrou a bola para as redes. A torcida gritou gol, mas a arbitragem anulou o lance, assinalando impedimento do atacante leonino. Aos 35 minutos, um lance que valeu. Renato, mais uma vez, lançou Jheimy, que chutou rasteiro. O goleiro Adson tocou na bola, que foi para fora. O Sport passou a dominar o meio de campo, pressionando bastante, mas, ao mesmo tempo, errando muito na troca do último passe. ] Já nos acréscimos, o Leão teve duas chances claras de abrir o placar.  A primeira, aos 46 minutos, quando a bola foi mal rebatida pela defesa e sobrou para Marcelinho Paraíba, livre, chutar forte. O goleiro Adson fez grande defesa. Dois minutos depois, Anderson Paraíba recebeu a bola sem marcação na área e chutou forte. A bola acertou a trave. Após o lance, a árbitragem encerrou a partida e a torcida vaiou novamente.

Mais Lidas