“Cansei de ser humilhado”, diz homem que matou aposentada em Casa Amarela


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/01/2012 às 9:02
Leitura:
Do Redator de Plantão, da Rádio Jornal O corpo de Ademair Rodrigues Sales, de 61 anos, será sepultado as 11 da manhã no          cemitério Morada da Paz, em Paulista. Para a polícia trata-se de um homicídio  duplamente qualificado por motivo torpe e sem chance de defesa para a vítima. O acusado é o despachante Bruno José Alves, 31 anos, que também é servidor da Prefeitura de Ipojuca, preso na Rua da Harmonia. Mulher é assassinada dentro de carro em Casa Amarela Em depoimento, ele disse que a aposentada o humilhava toda vez que iria cobrar o aluguel do apartamento no Vasco da Gama. Os dois teriam discutido horas antes do assassinato no final da manhã desta sexta-feira (20) na Estrada do Arraial. A polícia apurou que o despachante bateu intencionalmente com o carro na traseira do automovel da vítima. Em seguida, ambos desceram e conversaram. Segundos depois, Bruno atirou em Ademair no interior do veículo. Ele ainda roubou pertences da aposentada antes de fugir do local do crime em casa amarela, Zona Norte do Recife. Gilmar Rodrigues, delegado de Casa Amarela afirma que o homicídio foi premeditado em detalhes.

Mais Lidas