Parte do prédio da Sudene que pegou fogo pode desabar

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/03/2012 às 9:29
Leitura:
Do Redator de Plantão, da Rádio Jornal As causas das chamas que destruíram por completo o auditório Nilo de Souza ainda não    foram determinadas. O fogo no local onde eram realizadas reuniões com governadores e ministros começou às oito da noite da sexta-feira (02) e não deixou feridos. A Polícia Federal constatou, em vistoria realizada ontem de manhã, avarias em pelo menos  três pilares da edificação. Para a administração da Sudene, um curto-circuito é uma das hipóteses para a causa do incêndio na sala, que foi reformada há três anos. O trabalho dos peritos foi suspenso até que obras sejam realizadas no auditório para     garantir a segurança dos policiais federais. A rotina no prédio principal da Sudene não muda nesta segunda-feira (05). O engenheiro perito da PF, Fernando Maciel, explica que a administração da Sudene foi orientada: As últimas informações sobre a situação do prédio você acompanha abaixo no flash de Karoline Fernandes:

Mais Lidas