Justiça determina que filho de Izaelma Cavalcanti deverá ficar com família materna

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/03/2012 às 7:57
Leitura:
Do Redator de Plantão No início da noite desta segunda-feira (26), a justiça decidiu que a guarda provisória do filho de Izaelma Cavalcante Tavares - assassinada no ano passado - fica com a família materna. Ainda ficou determinado que visitas de qualquer parente por parte do pai do menino estão, também provisoriamente, proibidas. As resoluções são da juíza Maria Almeida Pimentel Lopes, da Vara da Infância e da Juventude. Izaelma morreu após ser baleada e sofrer um acidente de trânsito durante o socorro. O garoto, de apenas 5 anos, que estava desaparecido desde o dia 3 de dezembro, quando teria sido levado pelo pai, o policial civil Eduardo Moura Mendes, principal acusado pelo assassinato de Izaelma, reapareceu no último domingo (25), na casa da avó paterna, no bairro de Rio Doce, em Olinda. Assim que os familiares da mãe do menino souberam do reaparecimento, tentaram pegá-lo, mas foram impedidos. O suspeito continua foragido. Confira outras informações no flash do repórter Erick França, da Rádio Jornal:

Mais Lidas