Empresa que fornece gás medicinal ao Getúlio Vargas pode suspender abastecimento por falta de pagamento

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/03/2012 às 8:11
Leitura:
Um acúmulo de dívidas é o possível motivo para a Indústria Brasileira de Gases (IBG) suspender o abastecimento de gás medicinal ao Hospital Getpulio Vargas (HGV), bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife. A empresa, atual responsável pelo abastecimento do local, alega que desde agosto de 2006 - quando começou o fornecimento - não vem recebendo os valores referentes à prestação de serviço à Secretaria Estadual de Saúde (SES). Na matéria abaixo, do repórter Daniel Lamir, da Rádio JC/CBN, você confere a denúincia do dono da IBG, Nilton Oliveira, e o posicionamento do diretor jurídico da SES, Fábio Duarte, sobre o caso.

Mais Lidas