Poeta cria oração com nomes dos times pernambucanos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/04/2012 às 16:00
Leitura:

O poeta J. Carlos Jr. esteve na Rádio Jornal, nesta terça-feira (10), para mostrar a "Estádio de Alma", oração que escreveu para promover a paz nos estádios. No texto, ele utiliza os nomes de todos os times do futebol pernambucano. A ideia surgiu quando o amigo Willian, da PE Retrô, parceira da rádio, sugeriu. Carlos prentende imprimir o poema e vender nos campos. Confira:

Estádio de ânimo

Ó SANTO AMARO,
protegei com sua intercessão inabalável AMÉRICA por inteiro.
Sede uma TORRE uma fortaleza céltica
E mostra a beleza que interessa aos feios

Faz sombra eterna com teu SALGUEIRO
Envia teu negro ÍBIS sobrevoar nossos canteiros
Que das sementes que plantamos não nasçam rosas murchas
Pois o nosso sangue pulsa
Por novas esperanças
num BELO JARDIM
Chã-Brasil!

E quem é que não sonha por um PORTO Seguro
em que o descobrimento de um novo mundo
Possa inspirar o sentimento de um “todos somos um”
Neste pernambucano chão que nos suporta?!
Esta posse de CHÃ GRANDE toma a decisão de partir (o pão da paz)
Nau-Brasil

Dá-me um pedaço desta SERRA TALHADA,
Ó santo de minh’alma,
Que eu mesmo abrirei um sulco como um YPIRANGA
de liberdade ou morte
Onde a espada PETROLINA proclame uma vez mais a bem-aventurada sorte
deste povo consorte
Esquina-Brasil

O meu orgulho NÁUTICO é dos arrecifes
Cheios de natural defesa e seus corais
Corais de canto-Capiba
Ao igarapé Ca.pi.ba.ri.be.
É o holandês no português-Brasil
Falando a mesma língua
do mesmo de ARCOVERDE
FLAMENGO RECIFE

No Bloco das ARARAS DO PINA até ARARIPINA
Em carnaval de cores, bandeiras e indicadores em riste
por vitórias, perdas, mas sonhos
Não exatamente nessa ordem
Não exatamente com ordem
Desorganizações Unidas!

E nos festejos do santo menino fica mais que provado
o forró nunca se ENCERRA
Pois quanto mais vamo SERRANO o pau
mais é que o FORRÓ-PEDE-SERRA.

E tu, OLINDA independente,
sobes ao mar para a alegria ver chegar primeiro
e deságuas ocidente
até fim de semana AFOGADENSE
em SETE DE SETEMBRO
galeto assado
feijão refogado
cachaça
e pimenta al dente.

O SPORT quando promove a vida, sem briga, é sagrado.
Sou um religioso nos estádios!

Que a alegria e divertimento não se tornem inimigas do homem
Mas que cada um tome na estação CENTRAL TRAMWAYS
A taça numa mão de vitória e vinho
Enquanto a outra segura do rival vizinho
Como rezou o teu senhor em SANTA CRUZ
BEATA CRUZ

VERA CRUZ PESQUEIRA de grandes cordas de caranguejo e barris de chiripirra
De homens de baixo e de cima
empresários e campesinos.

O de preto gritou:

Tá decretado! FERROVIÁRIO DO CABO
Em primeira Intância! GRÊMIO DE PETROLÂNDIA
Não precisa falar com a Polícia! CLUBE PAULISTA

Outro de roxo gritou mais alto:

TIMBAÚBA neles!
Para que afofem suas redes e parem de brigar por brincadeira
e ensine a brigar só de brincadeira.
Mas não mate os passarinhos.
O ÍBIS não está sozinho.
O Carcará é o carcereiro e o Urubu é o coveiro.
Pega mata
come e cospe.

Mas o de branco disse: Réquiescant in Pace !

És Altivo, És ATLÉTICO santo de Cristo
Qual Apóstolo paulista das Nações
Ensina por tanto, depois de males tantos
Que o mais alto manto foi o que Cristo cobriu

Que os amigos não se tornem inimigos
Mas que os inimigos se amem tanto ao ponto nunca infindo
de só odiarem aquilo que os desuniu.
Memória viva, PE RETRÔ, RÁDIO JORNAL,
Nação-Brasil!

...e
Que as cores também se
Amem.
Amém.

J. CARLOS JR.

> Assista a vídeo do poema declamando a oração


Mais Lidas