Termo de ajustamento de conduta sobre segurança nos bancos do Recife deve ser assinado em breve

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/04/2012 às 7:31
Leitura:
Mais um passo foi dado, nesta quinta-feira (12), com a quarta audiência pública promovida pelo Ministério Público Estadual. O chamado TAC é um instrumento onde neste caso os bancos se compromentem a adotar uma série de medidas. Para as entidades de defesa do consumidor esse é mais um recurso para que as leis municipais sobre segurança nos bancos sejam aplicadas. O Procon Recife, por exemplo, já realizou vistorias, identificou problemas e notificou as agências. Entretanto, as multas que juntas ultrapassam os onze milhões de reais não são pagas por conta de manobras judiciais. Uma das novidades do encontro desta quinta foi a criação de um selo para os locais onde as regras de segurança são cumpridas. Ricardo Coelho, promotor do Ministério Público Estadual afirma que o termo de ajustamento de conduta é um bom negócio: Os representantes da Federação Nacional dos Bancos se mostraram favoráveis ao termo de ajustamento de conduta. Cleide Torres, diretora do Procon Recife afirma que é positivo o balanço da reunião desta quinta-feira:

Mais Lidas