Familia do homem que matou, esquartejou e comeu carne de mulheres diz estar sendo ameaçada de morte


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/04/2012 às 7:37
Leitura:
Do Redator de Plantão

O professor de educação física Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 50 anos, diz ser esquizofrênico. Ele é apontado como o mentor de pelo menos três assassinatos, sendo o primeiro praticado em 2008. As outras acusadas são a companheira Isabel Cristina Silveira, cinquenta e um anos e a amante Bruna Cristina Oliveira Silva, 25 anos. Em depoimento, eles contaram que partes dos corpos eram utilizados na alimentação e no preparo de lanches vendidos em Garanhuns, Agreste pernambucano. A menina de cinco anos encontrada com o trio é filha de uma das mulheres assassinadas a garota permanece em um abrigo. Uma Força Tarefa da polícia foi montada para investigar os crimes do grupo inclusive no Estado da Paraíba.

Veja detalhes do livro escrito por assassino de mulheres em Garanhuns

O caso teve ampla repercussão na imprensa internacional e ainda é o assunto mais comentado nas conversas nas ruas. Jorge Beltrão Negromonte da Silveira escreveu três livros onde descreve os atos praticados contra as mulheres. Os irmãos do professor de educação física prestaram queixa na Delegacia eo Varadouro em Olinda nesta terça-feira (17). Eles fizeram um Boletim de Ocorrência sobre uma suposta ameaça de morte feita por dois homens numa moto. Jeová Antônio Negromonte da Silva, 54 anos, irmão de jorge detalha a cena estranha: » LEIA TAMBÈM Quem comeu salgado com carne humana pode estar com doenças virais, alerta médico

Mais Lidas