Moradores do bairro de Aguazinha estão assustados com escorpiões


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/04/2012 às 14:52
Leitura:
Da Rádio Jornal Os moradores do bairro de Aguazinha, em Olinda, Região Metropolitana do Recife, estão assustados com a quantidade de escorpiões na comunidade. Foi lá onde o garoto José Eraldo Alves de Andrade, de apenas dois anos, foi picado enquanto assistia televisão no sofá de casa. Ele teve morte cerebral após dar entrada no Hospital da Restauração (HR), área central do Recife. Populares alegam que o menino não foi a primeira vítima dos aracnídeos na comunidade. Em 2011 um adulto hipertenso faleceu após ser picado pelo animal.  Moradores contam que há muitos escorpiões na localidade. O clima é de pavor. Na manhã desta sexta-feira (27) equipes da secretaria de saúde de Olinda estiveram no bairro para aplicar um veneno utilizado para matar insetos que servem de alimento para os escorpiões. Saiba mais sobre a denúncia dos moradores na reportagem de Karoline Fernandes: DESPEDIDA - Será sepultado às 16h desta sexta-feira (26) o corpo de José Eraldo Alves de Andrade , morto após picada de escorpião em Aguazinha. Cerimônia será no cemitério de Beberibe em Olinda. SAIBA MAIS - Vômitos, náuseas e alteração da pressão sanguínea são alguns dos sintomas da picada de escorpião. Quando a vítima for uma criança a recomendação é levá-la de imediato para o Centro de Assistência Toxicológica Ceatox do HR, no Derby. Um telefone importante para orientar as pessoas sobre o assunto é o 0800 722 6001. No ano passado, foram registrados em Pernambuco 5.237 ataques de escorpião. O Centro de Vigilância Ambiental do município disponibilizou o telefone 3301 5228 para orientar os moradores. Francisco Duarte, coordenador estadual de vigilância ambiental, diz que é importante ter cuidado:

Mais Lidas