Polícia vai investigar morte de criança de dois anos com sinais de envenenamento em Caruaru

Da Rádio Jornal

Do Redator de Plantão Maisa Patrícia da Silva, de apenas dois anos, apresentava inflamação na garganta e foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro do Vassoural, em Caruaru, agreste pernambucano. A mãe da criança, Jessica Patrícia da Silva, 22, recebeu os medicamentos para o tratamento da filha em casa. No entanto, cerca de 48 horas depois a criança deu entrada no hospital já sem vida. O remédio apresenta pequenos granulados que se assemelham ao agrotóxico vendido como raticida chamado popularmente de chumbinho. A polícia apurou que a mãe da criança – e de outra menina menor de idade – passava por dificuldades financeiras. A jovem de negou que tinha intenção de entregar as filhas para outra família. Ela admite que ao abrir o frasco percebeu algo diferente mas não achava que isso seria mortal para a garota: [uolmais_audio 12713884] A polícia está encaminhando para perícia no Instituto de Criminalística no Recife o medicamento e outros frascos do mesmo lote. O diretor de Vigilância Sanitária de Caruaru, Paulo Florêncio diz que as investigações vão até o fim: [uolmais_audio 12713885]

TAGS

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

CONTINUE LENDO