Polícia vai investigar morte de criança de dois anos com sinais de envenenamento em Caruaru


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/04/2012 às 7:49
Leitura:
Do Redator de Plantão Maisa Patrícia da Silva, de apenas dois anos, apresentava inflamação na garganta e foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro do Vassoural, em Caruaru, agreste pernambucano. A mãe da criança, Jessica Patrícia da Silva, 22, recebeu os medicamentos para o tratamento da filha em casa. No entanto, cerca de 48 horas depois a criança deu entrada no hospital já sem vida. O remédio apresenta pequenos granulados que se assemelham ao agrotóxico vendido como raticida chamado popularmente de chumbinho. A polícia apurou que a mãe da criança e de outra menina menor de idade passava por dificuldades financeiras. A jovem de negou que tinha intenção de entregar as filhas para outra família. Ela admite que ao abrir o frasco percebeu algo diferente mas não achava que isso seria mortal para a garota: A polícia está encaminhando para perícia no Instituto de Criminalística no Recife o medicamento e outros frascos do mesmo lote. O diretor de Vigilância Sanitária de Caruaru, Paulo Florêncio diz que as investigações vão até o fim:

Mais Lidas