Confusão na Funase de Abreu e Lima faz com que internos solicitem transferência de unidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/05/2012 às 10:13
Leitura:
Do Redator de Plantão Catorze internos do Centro de Atendimento Sócio Educativo (Case), de Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife (RMR), foram autuados pelo crime de tortura. O grupo faz parte da Ala 11 e, para chamar a atenção da Funase, fez outro colega de cela de refém. O ato seria uma forma de pressionar a direção da unidade a reforçar a segurança interna após o afastamento de agentes sócio educativos. A medida foi tomada com base no processo que investiga a prática de maus tratos contra os internos. A situação acabou sendo controlada cerca de três horas depois quando o adolescente refém foi liberado. Bastante ferido, ele foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Jardim Paulista, Zona Oeste do Recife, de onde já recebeu alta. Entre os catorze envolvidos na confusão, na noite desta quarta-feira (02), um deles é maior de idade. Genezil Coelho, delegada de plantão de Paulista (RMR) detalha os encaminhamentos adotados na ocorrência:

Mais Lidas