Polícia continua a procura pelo coordenador da Compesa suspeito de matar cliente


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/05/2012 às 7:10
Leitura:
Do Redator de Plantão Será sepultado nesta quinta-feira (03), o corpo do agricultor João Batista Cardoso, 45 anos. Ele foi assassinado, na manhã desta quarta (02), no escritório da Companhia Pernambucana de Saneamento  (Compesa) do município de Bodocó, no Sertão do Estado, a 639 quilômetros do Recife. O acusado é o chefe da repartição, o coordenador José Laércio Menezes Angelim. C na Vila São Francisco, onde reside quando acabou discutindo com o servidor público concursado. Testemunhas contam que os dois trocaram agressões físicas e o funcionário da Compesa foi até o carro da estatal, onde pegou o revólver. João Batista Cardoso foi atingido cinco vezes no rosto, pescoço e tórax no momento em que ia deixar o local em uma moto. O agricultor chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a cominho do Hospital Regional de Ouricuri. O veículo da Compesa foi localizado pela polícia militar em um trecho da rodovia PE-507, entre as cidades de Exu e Moreilândia, no     Sertão. A Compesa diz que José Laércio Menezes Angelim foi exonerado do cargo de coordenador     do escritório de bodocó nesta quarta (02). O acusado, que responde a um processo por homicídio no município de Angelimi, continua foragido.

Mais Lidas