Laudo confirma que morte de bebê em Olinda não foi decorrente de picada de escorpião

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/05/2012 às 14:59
Leitura:
Da Rádio Jornal Foi enterrado nesta quarta-feira (16), no Cemitério de Guadalupe, em Olinda, Grande Recife, o corpo do bebê Wagner Rian de Paula, de apenas cinco meses. Ele faleceu nessa terça-feira (15) no bairro da Cidade Tabajara, em Olinda, Região Metropolitana do Recife, após ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento UPA, de Olinda. A suspeita era de que a morte havia ocorrido em decorrência de uma picada de escorpião, pois o local onde ele morava fica em frente a uma cratera repleta de mato, entulho e lixo acumulado, conhecida como Coração da Tabajara. Apesar das evidências de que o bebê teria morrido no ataque do escorpião, o laudo médico apontou que ele faleceu vítima de sufocamento por acidente. O repórter Renato Barros esteve na Rua Califórnia, na Cidade Tabajara, onde a criança morava, e conversou com a avó do menino. Ela denunciou que há uma grande quantidade de escorpiões no local onde mora. Ouça a denúncia na reportagem:

Mais Lidas