CPRH lança campanha em combate ao comércio ilegal de espécies nativas


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/06/2012 às 7:07
Leitura:
Do Redator de Plantão Atualizada às 11h Equipes da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), na manhã desta feira-feira (15), as atividades da campanha Madeira Legal. A iniciativa tem como objetivo combater o comércio ilegal e a queima de madeiras de espécies nativas durante as festas juninas. O trabalho será realizado tanto na Região Metropolitana, quanto nas cidades do interior do Estado. Os vendedores de fogueira tem que apresentar o documento de origem florestal. O chamado dof comprova a autorização de corte, transporte e comercialização da madeira. Se o produto a venda for espécie nativa, o material será apreendido de imediato. Fazem parte desta lista, a cupiúba, , embaúba, caatingueira, jurema preta, imburana, umbuzeiro, juazeiro, baraúna e aroeira. Além da advertência, a multa pode chegar a R$ 300 por metro de lenha empilhada. Entre as madeiras que podem ser comercializadas estão a algaroba, mangueira, jaqueira, ficus, sombreiro, goiabeira e jambeiro. As denuncias sobre a venda ilegal de fogueiras juninas devem ser feitas no 3182-8923. O repórter Fábio Mendes, da Rádio Jornal, foi ao CPRH vonferir o lançamento da campanha. Confira as informações na reportagem abaixo:

Mais Lidas