Após peregrinar por quatro unidades de saúde, mãe e recém nascido passam bem


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/06/2012 às 7:14
Leitura:
Do Redator de Plantão A via crucis de Dayseane Maria dos Santos, de 15 anos, começou na noite do sábado quando sentiu as contrações. Ela foi levada por familiares até o Hospital Memorial Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, onde não havia médico. Encaminhada para a Maternidade do Ibura, na Avenida Dois Rios, foi orientada a procurar o Imip, nos Coelhos, área central do Recife. Como a gravidez era de risco, a gestante foi transferida para a Maternidade Bandeira Filho, em Afogados. Os parentes contam que a equipe médica optou pelo parto normal mesmo com o sofrimento da adolescente. Na manhã deste domingo (24), o sogro decidiu procurar a Rádio Jornal para denunciar o descaso e cobrar responsabilidades. Horas depois, Dayseane Maria dos Santos foi submetida a cesariana e deu a luz a Albertino Neto. Mãe e recém nascido permanecem internados na unidade de saúde da rede municipal e o quadro de saúde dos dois é considerado estável. O avô da criança, o ouvinte Albertino Batista de Lima, afirma que o atendimento não foi o mais adequado:

Mais Lidas