Peemedebista troca de palanque e deixa oposicionistas perplexos e outros revoltados


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/06/2012 às 8:16
Leitura:
Do Redator de Plantão Atualizada às 09h22 Aliados até a semana passada, Mendonça Filho, do Democratas, e Raul Henry, do PMDB, trocam farpas na imprensa. O deputado federal peemedebista retirou a pré-candidatura para apoiar o socialista Geraldo Júlio. A troca de palanque deixou parte dos oposicionistas perplexos e outro grupo revoltado. Mendonça filho abriu o verbo e fez duras críticas ao PMDB do ex-governador e hoje senador Jarbas Vasconcelos. O deputado federal do Democratas afirma que chamar o PSB de alternativa é "conversa pra boi dormir". O pré candidato da oposição a prefeitura do Recife diz que querem induzir o eleitor a uma leitura equivocada: O peemedebista Raul Henry não gostou das declarações do ex-aliado e revidou com duras críticas. Nesta terça-feira (26), o deputado federal do PMDB falou sobre o assunto ao comunicador Aldo Vilela, da CBN Recife: REPERCUSSÃO

Na manhã desta quarta-feira (27), Geraldo Freire conversou com Raul Henry, repercutindo as últimas decisões e declarações acerca do cenário político pernambucano. "Quem tem que explicar toda essa situação é o PSB, que deixou aliados históricos  para se juntar com adversário históricos". O peemedebista disse que Mendonça Filho fez ataques e que ele não aceita ouvir acusações e que não gosta de ficar batendo boca. Confira a conversa na íntegra no link abaixo:

Geraldo Freire conversou ainda com o senador petista Humberto Costa sobre a união do senador Jarbas Vasconcelos e do governador Eduardo Campos em prol de Geraldo Júlio. Humberto afirmou que sempre foi leal com o PSB e que o partido trocou de adversários. O senador disse ainda que não esperava perder o apoio do PCdoB. "Eu ainda espero o apoio de João da Costa."

Também a manhã desta quarta, Geraldo conversou com o deputado federal e "quase" pré candidato a prefeitura do Recife, Daniel Coelho, sobre a união de de Jarbas e Eduardo."Não esperava esse apoio ao PMDB, mas respeito a decisão de todos os partidos."

Mais Lidas