Humorista de rádio é preso durante investigação da Polícia Federal de Pernambuco

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/06/2012 às 14:33
Leitura:
Atualizado às 14h44 A Polícia Federal em Pernambuco divulgou na manhã desta quinta-feira (28) informações sobre a operação Dirty Net, que traduzido para o português significa Rede Suja. A operação é realizada em 12 estados do país para combater a pornografia virtual infantil e deve cumprir pelo menos 50 mandados de busca e apreensão e 15 de prisão. Até o início desta tarde já foram presas 18 pessoas. De acordo com informações extra-oficiais um deles seria o humorista e radialista Rodrigo Vieira Emerenciano, conhecido pelo personagem Mução.
Rodrigo Vieira foi preso pela manhã, em Fortaleza, no Ceará, para onde se mudou há cerca de 3 meses. O delegado de polícia federal Nilson Antunes afirma que existem diversas provas de que o suspeito investigado em Pernambuco trocava fotos e vídeos pela internet. Saiba mais na reportagem de Fabio Mendes: Até o início da tarde a Polícia Federal do Ceará não se pronunciou sobre a prisãono radialista, que foi preso na casa dele no bairro Meireles, em Fortaleza.Mas há a informação de que a Polícia Federal apreendeu computadores, notebooks e tablets para verificar se haveria material de pornografia infantil. No estado foram cumpridos 3 mandados de prisão, um preventivo e dois em flagrante. O preventivo é o do Rodrigo Vieira. Outras informações direto de Fortaleza no flash de Leonardo Heffer do NE10 Ceará, especial para as Rádios Jornal e JC-CBN Recife:
No meio da tarde desta quinta-feira (28) a produção do humorista divulgou que Mução teria sido solto e que o programa desta quinta iria ao ar normalmente às 17h. Porém, a Polícia Federal desmente a informação de que o suspeito pernambucano preso na operação, que segundo informações extra-oficiais é o radialista Rodrigo Vieira Emereciano, de 35 anos, mais conhecido como Mução, tenha sido solto. Ele foi ouvido à tarde  pela Polícia Federal de Fortaleza, depois de ter sido preso temporariamente. Além dele, que está sendo acompanhado por uma advogado, funcionários do programa A hora do Mução, também foram interrogados. Segundo a Polícia Federal, o suspeito teria disponibilizado material de pornografia infantil na internet. Segundo a assessoria de comunicação ele será trazido para Pernambuco nesta sexta-feira. Ouça o plantão do jornalista Carlos Miguel, exibido por volta das 16h30 desta quinta-feira, na Rádio Jornal:

Mais Lidas