Médico assassinado na Zona da Mata é sepultado no Morada da Paz em Paulista


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/07/2012 às 7:58
Leitura:
Do Redator de Plantão Logo mais, informações do repórter, direto do local A polícia acredita que mais de uma pessoa participou do assassinato do médico encontrado no Rio Ipojuca, em Barreiros, Mata Sul do Estado. Maviael Menezes de Almeida, de 52 anos era de uma família de políticos da Zona da Mata Sul. Especialista em saúde pública e medicina do trabalho, ele era servidor da Secretaria Estadual de Saúde. O médico foi visto com vida pela última vez na companhia de um homem ainda não identificado, em Palmares, na madrugada da última sexta-feira (29). A caminhonete Hilux prata da vítima foi encontrada no distrito de Nossa Senhora do Ó, em Ipojuca, no sábado (30). O corpo estava num local de dificil acesso no Rio Ipojuca, com marcas de tiros e golpes de faca. Junto ao cadáver foram encontradas uma garrafa de uísque, um cobertor e uma faca que pode ter sido usada no assassinato. Indícios dão conta que houve luta corporal entre a vítima e o ou os assassinos, no interior da residência. O corpo de Maviael Menezes de Almeida será sepultado às 14h desta terça-feira (03), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, Grande Recife. João Brito, delegado coordenador da Força Tarefa de Homicídios do DHPP detalha algumas conclusões:

Mais Lidas