Náutico vence Atlético GO por 1x0


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/07/2012 às 23:09
Leitura:
Do Blog do Torcedor Dúvida nesta partida contra o Atlético Goianiense, o atacante Araújo definiu a vitória do Náutico nesta noite, no estádio Serra Dourada, em Goiás, ainda no primeiro tempo do jogo. Aos 22 minutos, mandou de cabeça para a rede, devolvendo a tranquilidade ao time alvirrubro, que vinha de duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro. A partida de hoje foi válida pela oitava rodada da Série. O Timbu agora ocupa a décima posição, com dez pontos. O Atlético segue na lanterna com apenas dois. Na próxima rodada, ambos os times jogam fora de casa. O Alvirrubro encara o Corinthians, no Pacaembu, enquanto os goianos visitam o Vasco, no São Januário. O JOGO - Armado no 3-5-2, o Náutico partiu para cima do Atlético Goianinense. O Timbu apostou na velocidade e nas jogadas pelas laterais do campo para agredir o adversário. Logo no primeiro minuto de jogo, Alessandro chegava com perigo na área dos goianos. O lateral, porém, chutou para fora. A parte ofensiva do Alvirrubro não era o único fator positivo no primeiro tempo. A boa marcação, principalmente no meio de campo, também era destaque. Foi através dela que o Náutico conseguiu bons ataques, após roubadas de bolas. Do outro lado, o Atlético Goianiense apresentava um futebol confuso e sem pegada. Os laterais goianos poucos apoiavam, apesar de também estarem no 3-5-2. Os erros de passe no meio de campo irritavam a pouca torcida presente no Serra Dourada. O bom momento do Náutico acabou rendendo o gol. Aos 22, o Timbu trabalhou bem a bola no meio. O lance acabou sobrando para Lúcio que cruzou com precisão para Araújo. O artilheiro alvirrubro não perdoou e mandou para o fundo das redes. Foi o quinto gol de Araújo na competição. O gol deu mais tranquilidade ao Náutico. O Timbu diminuiu o ritmo e passou a administrar bem a partida contra um adversário inoperante. No final da primeira etapa, ainda houve tempo para mais um lance de perigo. Em contra-ataque, Araújo dominou a bola no meio e entrou driblando na área. Seria um golaço se o atacante alvirrubro não parasse no goleiro Márcio. O Náutico teve que se contentar com a vantagem mínima para o intervalo. SEGUNDO TEMPO - O Atlético voltou para a etapa complementar com uma postura diferente. O técnico Hélio dos Anjos abriu mão do terceiro zagueiro e colocou mais um atacante em campo com o objetivo de tentar pressionar mais o Náutico. A alteração funcionou em partes. Os donos da casa, de fato, detinham mais posse de bola no segundo tempo, mas pouco agrediam o goleiro Felipe. O Atlético seguia desorganizado no gramado, sem falar que abusava dos chutes de fora da área. O papel do Timbu era claro, apostar nos contra-ataques. Em um deles, Rhayner quase abre o placar após cruzamento de Lúcio na esquerda. os minutos passaram e o Atlético-GO seguia com mais volume de jogo, no entanto, seguiam sem exigir Felipe. O goleiro alvirrubro se limitava a segurar chutes fracos de fora da área e cruzamentos. Do outro lado, o Náutico mantinha uma boa marcação e ficava armado para o contragolpe, que devido ao cansaço do Alvirrubro no segundo tempo, insistia em não surgir. Dentro deste panorama, coube ao Náutico administrar a vantagem até o final da partida. O Atlético ainda tentou chegar com perigo, mas esbarrou não só na defesa alvirrubra como nas limitações técnicas. Local: Estádio Serra Dourada. Público pagante: 2.048. Confira abaixo a narração de Aroldo Costa para o gol da partida, do Náutico:

Mais Lidas