No primeiro dia de greve, policiais civis restringem serviços das delegacias

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/07/2012 às 9:03
A paralisação dos Policiais Civis para reivindicar melhores salários e condições de trabalho teve início à 0h desta segunda-feira (23) e segue por tempo indeterminado. A categoria diz ter tomado todas as providências relativas à lei 7.783/89. Durante a greve, os flagrantes serão realizados nas Delegacias de Plantão de Casa Amarela, Cordeiro, Boa Viagem, Paulista, Prazeres, Olinda, Santo Amaro, Várzea e seccionais dos municípios do interior. Como os boletins de ocorrência não serão registrados neste período, a alternativa é utilizar a delegacia interativa na internet. O instituto de identificação Tavares Buril, em Santo Amaro, vai funcionar parcialmente por conta da greve. Cláudio Marinho, presidente do Sindicato dos Policiais Civis, afirma que não restou outra alternativa: O repórter Fábio Mendes esteve na Delegacia de Olinda, um dos locais onde os flagrantes estão sendo realizados, para saber o movimento no local. Ao chegar lá, ele conta que as pessoas são orientadas a procurar outra unidade de Delegacia que atenda aos serviços determinados. Renato Barros esteve na Delegacia de Plantão de Casa Amarela, registra o movimento e esclarece para o ouvinte mais alguns pontos importantes desta greve: