Polícia elabora retrato falado dos assassinos do comissário da Delegacia do Cordeiro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/07/2012 às 8:36
Do Redator de Plantão O corpo de André César Bezerra, de 48 anos, foi sepultado neste final de semana sob clima de forte comoção. Ele foi morto com tiros na cabeça na rua Visconde de Sá Bandeira, no Alto José Bonifácio, zona norte do Recife. O comissário tinha 20 anos de corporação e há seis atuava no setor de investigação da Delegacia do Cordeiro. O veículo que dirigia foi abordado por dois homens que praticavam assaltos nas redondezas na madrugada do sábado (21). André César Bezerra dava carona a duas mulheres e teve a identidade funcional encontrada pelos criminosos. Os assassinos fugiram do local levando pertences da sobrevivente além da arma do Policial Civil. João Brito, coordenador da Força-tarefa de Homicídios do pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), afirma que o comissário foi atacado por estar na hora errada: O caso está sendo investigado pelo DHPP. Nos próximos dias, a sobrevivente da abordagem deve ser ouvida novamente para compor o retrato falado. Entre as linhas de investigação estão o latrocínio, que é roubo seguido de morte e          homicídio qualificado. Ao contrário da versão inicial, Cláudio Marinho, presidente do Sindicato dos Policiais Civis diz que o colega morreu trabalhando: