Corregedoria da SDS vai identificar policiais civis grevistas nas delegacias

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/07/2012 às 17:22
Do Redator de Plantão Atualizada ás 17h27 Agentes comissários e escrivãos que se negarem a atender as pessoas nas delegacias agora serão punidos e terão o salário descontado. A identificação será realizada pela Secretaria de Defesa Social (SDS) e a análise do controle de frequência nas delegacias será feita pela coordenação do plantão. Pelo menos 405 nomes terão descontos no salário a ser pago no dia 07 de agosto. A Justiça Estadual decretou a ilegalidade do movimento logo no primeiro dia do protesto, na segunda-feira (23). O Sindicato dos Policiais Civis diz que não foi notificado e que vai recorrer, uma vez que o mérito da questão ainda não foi julgado. A chefia da Polícia Civil diz que vai apurar as responsabilidades administrativas por omissões de quem cruzou os braços na delegacia. O governo diz que vai disponibilizar equipes para todas as unidades de plantão, seja no Grande Recife ou no interior. As forças tarefas de homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também vão operar normalmente. Sem esconder o desconforto com o assunto, o governador Eduardo Campos não quis alimentar a polêmica nesta sexta-feira (27): Os policiais civis reivindicam reajuste de 65%, melhores condições de trabalho e equipamentos de segurança. Na próxima quarta-feira, a categoria vai sair em passeata pela avenida Agamenon Magalhães em direção ao Centro de Convenções. Reunidos ontem, os peritos papiloscopistas decidiram reduzir para 30% o atendimento nos Expressos Cidadão. O presidente do Sinpol, Cláudio Marinho, acusa o governo de não abrir um canal de negociação com os grevistas: Na manhã deste sábado, a repórter Alessandra Cavalcanti esteve nas delegacias de Boa Viagem e da Boa Vista e registra o movimento nas duas unidades: